• ROGÉRIO TORRES NUNES

C2 Montréal | Porque o Crowdshaping pode oferecer aos visitantes do evento o que eles querem


Descubra como os dados estão sendo usadas em tempo real para melhorar a experiência do participante em eventos.

Crowdshaping é a utilização de dados gerados por pessoas dentro de um espaço definido para ajustar e personalizar, muitas vezes em tempo real, o evento ou experiência. Enquanto crowdsourcing se refere a pessoas compartilhando intencionalmente e ativamente suas opiniões, preferências, ou idéias, crowdshaping é relativamente passiva, geralmente usando a tecnologia que detecta as preferências e os interesses das pessoas com base em suas ações. Planejadores experientes estão tentando descobrir como usar esses dados para fazer ajustes em tempo real que melhoram a experiência para os visitantes. Aqui estão seis exemplos de crowdshaping em ação.

C2 Montréal


No C2 Montréal, em maio, os organizadores ajustaram o número de funcionários e quantidade de alimentos em áreas onde eles viram altas concentrações de participantes, com base em dados transmitidos a partir de pulseiras RFID fornecidas pela Connect & Go.

Foto: Jimmy Hamelin

Fonte: By Mitra Sorrells / 29 de jan. de 2015

#C2Montréal #Crowdshaping #experiênciademarca #comportamentodoconsumidor

0 visualização